Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

Índia: Violência de estupro e morte de "Nirbhaya" se reproduz desastrosamente como febre.

No dia 16 de Dezembro de 2012 a jovem Jyoti Singh Pandey (Nirbhaya) de 23 anos foi vítima do mais trágico estupro que se teve notícias na Índia. Com a internação da vítima que acabou não resistindo pela falência múltipla dos órgãos, uma incontável multidão saiu para as ruas do país para pedir o fim dos abusos contra as mulheres indianas. Mas com o passar de quase dois anos quase nada mudou. Aliás, mudou sim: Aumentou muito o índice de estupros seguidos de morte por agressões, torturas e outras atrocidades similares à violência que matou "Nirbhaya".

 O site "DNAÍndia" publicou um caso de estupro hediondo praticado contra uma menina de apenas 5 anos, que teria acontecido nesta quarta-feira 28/08 na região de Kandivli. De acordo com a fonte o criminoso além de cometer todas as violências que queria, ainda utilizou um cabo de vassoura para inserir na genitália da menina. A criança foi atendida num hospital local mas com a gravidade de seu estado foi transferida para o Hospital Nair, localizado na região de Mumbai Central por volta das 11:30 da manhã. De acordo com laudo médico, cerca de 30 cm de madeira foi inserido violentamente no corpo da criança, destruindo muitos órgãos internos, inclusive com a mutilação do aparelho digestivo da vítima, que está sendo mantida sedada e alimentada por via intravenosa. Apesar de o criminoso ter sido flagrado por câmeras de segurança, sua identidade ter sido revelada e todos os procedimentos legais terem sido cumpridos, a polícia ainda não prendeu o criminoso que está alegadamente "foragido", e segundo a fonte, a mãe da vítima reconheceu o rosto do estuprador como sendo um morador do mesmo bairro que a família da menina.

   Seria um fenômeno derivado de que? Tem indiano que não aguenta mais esta situação. Mas porque há tantos indianos transformando o violento estupro de "Nirbhaya" numa grande sensação? Ao invés de combate, incentivo? Isto explica a ideia infame do fotógrafo "Raj Shetye" de fazer um ensaio fotográfico de moda usando uma alusão ao estupro de "Nirbhaya" como tema. Modelo do sexo feminino vestida com roupas parecidas com as roupas que a vítima usava, enquanto que outros modelos do sexo masculino faziam a reconstituição do ato violento, exibindo uma determinada marca de roupa...

  Às portas de completar 2 anos a tragédia de "Nirbhaya" ainda é polêmica em todos os meios da sociedade indiana. No último dia 22 o Ministro do Turismo Arun Jaitley teria declarado que "o pequeno incidente de Nirbhaya em 16 de Dezembro divulgado no exterior tem causado prejuízos de bilhões de dólares ao turismo nacional." Ele se esqueceu de mencionar que a menina foi a vítima de número 600 só naquele ano, e dias depois de seu falecimento já corpos de mulheres estavam sendo encontrados nas valas do país, principalmente nos arredores de Nova Dhéli. O terror se estendeu também para turistas do sexo feminino e até masculino! A loucura cresceu tanto que a Índia passou a exportar estupradores que atacavam em bando!

   O caso que ficou conhecido como "Dheli Rape" (O Estupro de Nova Dhéli) está longe de ser encerrado além de continuar a levantar polêmicas e ironias, num país onde abuso sexual se pratica pelo menos 1 à cada novo minuto e as autoridades ainda minimizam. Quem ou o quê poderia parar esta trágica cultura?

Tags: índia, Nova Délhi, Nirbhaya, Dheli Rape, Jyoti Singh Pandey, abuso contra mulheres, VIOLÊNCIA SEXUAL, estupro coletivo, justiça, crime, Saulo Valley, O Observador do Mundo, 

Postagens mais visitadas deste blog

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

Last Day On Earth - Top dicas pra você sobreviver neste mundo caótico

Tecnologia: Conheça "Psiphon" cryptograma que fura bloqueios de acessos à internet contra ditaduras.

O Psiphon é o programa de código aberto desenvolvido para ser distribuído livremente para permitir que países, cujos governos censuram o uso da internet e monitoram ligações feitas com o Skype não consigam detectar a conexão.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Novembro de 2011 - 07h54min.

Tudo começou quando o Jornalista Ivan Watson da CNN recebeu uma ligação de um jovem ativista sírio de pseudo Musaab al Hussaini via Skype. Além de denunciar a situação no seu país em tempo real, ele descreveu o grau de libertação que o anti-tracker Psiphon lhe proporcionou:



A empresa
A Psiphon Inc. é uma empresa de software que decidiu investir num sistema que pudesse ser adaptado a diferentes situações no mundo. Ele pode ser adaptado de acordo com cada tecnologia de bloqueio e de vigilância utilizado pelos governos, regimes, ditaduras e reinos  no mundo, bastando que desenvolvedores estejam inclinados a utilizar seu código fonte como base da programação.
"Nós da Psiphon acreditamos que a Inter…

O Rio de Janeiro está sitiado e precisa de um milagre político - O Observador do Mundo

Pior que cair num precipício sem ter percebido o perigo antes, é andar na direção dele sabendo que não tem opção - Continue lendo

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 07 de Julho de 2016

A cidade do Rio de Janeiro está em total desespero. Por todas as redes sociais estão visíveis as manifestações de angústia, sentimento de opressão, pressão psicológica e amargura de saber que nossa cidade poderá continuar debaixo do jugo das máfias e milícias, crime organizado e seitas religiosas cujas atividades já cansaram de estarrecer o país.

O pior de tudo é que todo este pesadelo virá sobre a cidade por voto popular, isto porque a atual política não oferece um candidato acima de qualquer suspeita. Todos são suspeitos de trabalhar em função dos grupos que representam e potencialmente explorarão todos os recursos da cidade em detrimento de interesses particulares. Um vício político que se enraizou na antiga "Cidade Maravilhosa" até que se tornou num "Curral Ele…

Aliaa Magda ElMahdy nua é desejada, perseguida, processada, linchada e morta. Um símbolo?

Ela nem se considerava bonita, muito menos sexy. Decidiu se expor como forma de denunciar de modo marcante, o abuso sexual que as mulheres egípcias sofrem, espancamentos e indiscriminação, mas no campo da religião, Aliaa Magda é tida como um monstro.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2011 - 06h50min.
 De adolescente a mulher. De ativista a símbolo sexual. Sua decisão de mostrar sua foto numa numa página de blog chocou o Egito, a comunidade islâmica e o mundo árabe. Adquiriu admiração de muitas mulheres que nunca tiveram coragem para fazer o mesmo, embora tivessem desejo. Seu blog atualmente registra mais de 4.400.000 visitantes embora a impacto inicial tenha passado, sua nudez lhe rendeu muita popularidade e muitos problemas. Aliaa saiu do "Blogger" para as ruas:


Nas ruas foi odiada. Foi linchada, ficando bastante machucada. Mais tarde os linchadores descobriram que haviam espancado a moça errada. Não era Aliaa. O ódio da comunidade islâmica lhe rendeu ameaç…